Hamadrias - Desafio eCommerce

Desafio eCommerce: Abril

O desafio terminou! Será que cheguei a meu objetivo?

Resumão

Eu me desafiei a começar uma loja virtual do zero, sem uma marca conhecida, sem audiência, sem site, sem nada e crescer o mesmo até o ponto de ele faturar R$ 12,345.67.

Em 30 dias.

Resultado

  • 3 pedidos pagos no site.
  • Receita de R$ 75 no mês do desafio.

Gastos Totais

  • Anúncios no Facebook e Instagram: R$ 317.67
  • Anúncios no Google AdWords (Search e Display): R$ 125.13
  • Anúncios no Reddit: R$ 78.13
  • Hospedagem: R$ 0, já pago hospedagem por manter outros sites, o custo aqui seria R$ 30 caso precisasse.
  • Custo da Plataforma: R$ 0, pois utilizei o WooCommerce que já trabalho.
  • Custo com Email Marketing: R$ 0, utilizei o plano gratuito do MailChimp.
  • Custo com Correios: R$ 19.55

Total: R$ 540.48

Quais foram os aprendizados?

1) É importante focar nos canais que funcionam primeiro.

Como vocês viram eu foquei em vários canais, Google AdWords Search, Google AdWords Display, Facebook Ads, Reddit e Instagram.

Eles funcionaram pra mim mais ou menos nessa ordem:

Instagram > Facebook Ads > AdWords Search > AdWords Display e Reddit.

Então decidi focar 100% no Instagram e Facebook, conversando com os clientes e trabalhando com os anúncios do Facebook e cortar completamente todos os outros canais.

É importante que você teste canais novos de marketing sempre, mas também é importante que você foque nos que funcionam pra você.

O mês de Abril terminou com 292 fãs na página do Facebook e cerca de 300 no Instagram, e se vocês olharem agora vão ver que esse número já dobrou praticamente, isso por que já comecei alguns trabalhos focados nessas duas redes.

2) A Internet não é uma mina de ouro, mas as pessoas acham que ela é!

Uma das minhas maiores dificuldades com meus clientes em geral, principalmente no tempo de agência é que todos eles querem tudo pra agora.

E se você está começando assim como eu, criar uma marca e estabelecer a mesma como confiável na mente das pessoas demora um tempo.

Eu conseguir perceber isso bem com esse desafio, como o primeiro texto e o tema do desafio foi “gerar 12 mil reais em 30 dias”, o que é algo que muitas pessoas consideram impossível a curiosidade inicial foi bem grande.

Muita gente leu, entrou em contato comigo querendo saber “a formula mágica”, etc.

E não tem formula, como você pode ver os resultados estão aí.

Mas isso não é o fim também, eu acho que o eCommerce se provou viável, teve alguma receita, muita gente se interessou, eu com certeza vou continuar trabalhando nele.

Além disso, se você já tem uma loja rodando a algum tempo, já entende o perfil do seu cliente, aí sim você consegue maximizar os seus resultados, e é isso que eu vou fazer daqui pra frente.

3) As vezes é bem chato ter uma loja virtual

Outra coisa que eu sempre tinha dificuldade com os clientes que trabalhava é que nas reuniões iniciais os clientes sempre estavam super dispostos a fazer qualquer coisa pra que a loja desse certo, mas com o tempo eles iam desanimando a medida que o trabalho começava.

E eu senti nisso na pele esses dias.

Ter uma loja, independente dela ser virtual ou não significa que você tem que sempre estar atento a vários fatores, alguns deles:

  • Cadastrar novos produtos
  • Produzir fotos dos novos produtos
  • Criar descrições individuais para novos produtos
  • Criar peças de divulgação para cada canal de marketing
  • Conversar com clientes em cada canal de marketing
  • Responder possíveis dúvidas de cada cliente
  • Enviar o produto pelos Correios
  • Embalar o produto para envio
  • Calcular despesas de envio
  • Calcular despesas de marketing
  • Manter a loja atualizada e segura
  • Manter a loja bonita
  • Pensar e criar os próximos lançamentos

E nossa, isso é um trabalhão mesmo, e isso que eu só fiz isso no online, a maioria dos clientes que trabalho sempre tem loja, ou lojas, físicas e ainda tem várias outras necessidades.

Acho que essa é a parte que eu mais aprendi nesse tempo é que você tem que ter dedicação e foco total com o seu empreendimento e que mesmo com isso tem coisas que você simplesmente não vai conseguir fazer sozinho.

Talvez eu precise delegar mais aqui nessa parte já que eu tenho a tendência que querer sempre fazer tudo.

4) O modelo de negócios se provou bem.

Uma das minhas grandes dúvidas com o projeto é se as pessoas iam ter um interesse no produto, já que não é um produto de uso diário ou coisa do tipo.

E realmente muita gente teve interesse, várias vendas aconteceram, o que pra mim prova que o produto tem possibilidade de vender mais, agora é continuar a trabalhar pra aumentar a visibilidade do mesmo e assim ter mais vendas.

5) Não é uma falha se as coisas não funcionarem no seu tempo.

Apesar do título desse post, eu acho que os resultados foram super positivos, eu não considero uma falha que o projeto não tenha dado o retorno “esperado”.

A loja se provou viável, agora é continuar investindo nela até que ela se pague.

No mais, é isso, e aí o que você achou do desafio? Quais eram as suas expectativas?

8 comentários sobre “Desafio eCommerce: Abril”

  1. Parabéns pelo trabalho. Acompanhei todas as fases do desafio. Realmente não é um trabalho fácil e rápido.

  2. Cara, bacana.
    A realidade é cruel. Meu lema para qualquer cliente de e-commerce é tratar o MVP do ecommerce(Marketing, Variedade e Preço). Acompanhei seu desafio, apesar do ROI negativo financeiramente, você viu que pode fazer isso com produtos funcionais(não que não seja funcional, mais que seja necessidade obvia) e podem gerar grandes resultados. Parabéns.

    1. Oi Jonathan.

      Seguindo a sua ideia de MVP eu estou sempre adicionando mais produtos pra aumentar a variedade, trabalhando com a comunicação e quando ao preço esses eu ainda tenho algumas ideias…

      Eu não acho que o ROI seja necessariamente negativo por que isso pode se pagar mais pra frente, igual quando alguém abre uma loja e gasta com construir, reformar e etc, mas sim, dentro do mês o ROI foi negativo. 😀

      Não entendi o que você quis dizer com “produtos funcionais”, o que é?

      No mais, valeu pelo comentário!

  3. Diego, parabens pela iniciativa. Trabalho com consultoria em comércio eletrônico e sempre me surpreendi com fórmulas mágicas do sucesso, e você só provou para mim, mais uma vez, que se não houver disposição, conhecimento e persistência, qualquer negócio não vai para frente.

    Para se ter uma ideia, uma de minhas lojas demorou 6 meses para começar um faturamento mensal acima dos 10k, e isso depois de muito trabalho de experimentação e ajustes.

    1. Oi Marcus.

      Pois é, eu acho que o desafio acabou se tornando um estudo de caso do que pode ser possível nessa quantidade de tempo, eu também sempre passo por isso dos clientes acharem que é “só fazer um marketizinho” que já vão ficar milionários.

      No mais, vou continuar tocando a loja, logo vem mais resultados. 😀

      Valeu pelo comentário!

  4. Primeiro a loja e bem amadora, segundo, você criou tudo muito rapido, nome estranho e grande, um produto que nunca tinha visto na vida, uma coisa é vender eletrônicos e outra dobradurinhas, você apenas gastou dinheiro, saber o que é vendivel já é um começo, depois um site profissional e muito serviço em cima talvez consiga algo

    1. Rodrigo.

      Não acho que velocidade que fiz as coisas influencie muito já que eu trabalho com isso e é diferente de alguém que não tem a mesma experiência.

      O nome também acho que não influencia tanto assim, tenho algumas dúvidas mas toda marca não conhecida é estranha até se tornar conhecida não?

      Quanto ao produto ser algo que você nunca viu na vida, normal, faz parte, vários tipos de coisas eu acredito você nunca viu na vida não? Mas sim, claro que isso influencia um pouco nas vendas por que seria um pouco mais simples vender algo que a pessoa já conhece e etc.

      O que seria esse site “mais profissional” e esse “muito serviço” que você diz? O que você quer dizer com isso?

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.