Hamadrias - Desafio eCommerce

Desafio eCommerce: De R$ 0 a R$ 12.345,67 em 30 dias, SITE REVELADO!

Então é o dia de revelar o site! Rufem os tambores!

O site é:

Dobradurinhas – é só recortar, dobrar, montar e colar!

Poxa, dobradurinhas, que diabo é isso? Achei que tu ia vender “produtos de verdade”

Pois é, a decisão do que vender foi meio complicado pra mim, eu tentei tanto facilitar pra mim na questão de não depender de um fornecedor inicialmente, como de ser algo que eu mesmo pudesse produzir.

Além disso a minha preocupação principal foi que o público que eu quisesse atender fosse um público que eu conhecesse bem.

Nisso eu já exclui as várias ideias de produtos femininos, bijuterias, semijóias, joias, e roupas em geral, que eu tinha, pois o público seria bem especifico quanto a qualidade e seria algo que eu teria que estudar bastante antes de entrar nessa área.

Das coisas que eu entendo bem são programação e ecommerce, em programação eu pensei que poderia fazer algo como vídeo-aulas, cursos online e etc, mas realmente não achei algo interessante.

Da parte que eCommerce eu pensei com fazer consultorias e etc, que é algo que eu já trabalho, mas como não se encaixava na ideia de eCommerce não servia pro desafio.

De onde surgiu a ideia das Dobradurinhas?

Há muito tempo, quando eu era criança ainda eu gostava muito de animes, esses desenhos japoneses, resolvi dar uma olhada nessa área por que é um público que apesar de eu estar de fora eu conhecia bem, seria bem simples voltar a entrar em contato com esse pessoal.

Descobri então essa ideia das dobradurinhas, que são bastante conhecidas no japão mas não conhecidas aqui.

Pensei então em trazer isso pra cá, o trabalho que eu teria seria o de produzir e imprimir, comprei uma impressora dedicada a atividade.

Além de ser um produto simples, não precisa de pacotes especiais, dá pra ser enviado pelos Correios e por ser pequeno é bem barato o envio, o que facilita pra opção de dar frete grátis para os clientes.

E o público?

Comecei dando uma olhada em vários grupos de Facebook que gostam de animação japonesa, desenhos e etc.

Eu vejo que em geral é sempre uma galera bem nova que tem interesse nessas coisas, o que talvez complique a situação por que é um público que em geral não tem dinheiro para comprar.

E onde você vai achar o seu público?

O bom dessa galera que gosta de desenhos, animes e etc, é que eles sempre se reúnem em algum lugar da internet.

Antigamente tinha fóruns gigantes onde esse pessoal se reunia, salas de bate-papo, é só achar essa galera e conversar com eles.

Importante aqui é sempre que você encontrar algum lugar onde tenha uma galera interessada em algo que você já não chegue postando e pedindo pras pessoas verem o que você quer, mas que primeiro você tente entender a comunidade, como ela funciona, o que pode e o que não pode.

Qual vai ser a sua estratégia de divulgação.

Inicialmente pensei em focar em achar grupos e sites onde essa galera se reúne.

Depois disso também montaria campanhas especificas pra trazer as pessoas para o site fica Facebook Ads e Google Ads.

Além de entrar em contato com os donos de grupos, donos de sites e quem mais se interessasse pelos produtos.

De início é isso, além de também ir adicionando mais produtos ao site e divulgando os novos produtos.

E vocês o que acham? Alguma ideia do que eu posso fazer diferente? Alguma ideia sobre o produto em si? O que mais eu posso trabalhar nesse site?

6 comentários em “Desafio eCommerce: De R$ 0 a R$ 12.345,67 em 30 dias, SITE REVELADO!”

  1. Começou focando em um micronicho, isso já vai te dar um norte! Muitas lojas nem planejam o que vão vender… é o famoso “vamos vender tudo.

    Resultado = não conseguem tráfego qualificado e nem se diferenciar da concorrência.

    Ansioso para ver onde isto vai dar!

    Vamos que vamos. 🙂

    1. Exato Guilherme, quanto mais focado no início melhor pra encontrar e definir o público e mais fácil e mais barato de fazer o marketing pra esse público.

      Já aconteceu isso comigo também, um cliente tinha uma loja de roupas infantis com cerca de 10.000 produtos diferentes em estoque, queria cadastrar todos os produtos e fazer marketing pra todo mundo por que ele achava que o cliente dele seria “todas as mamães”, acabou que não conseguiu cadastrar nem 10% desses produtos, e quando viu o preço que seria pra atingir o público que ele queria ficou espantado, tentei de várias maneira explicar pra ele que seria melhor “começar de algum lugar do que começar em todos os lugares” mas não teve jeito…

      Valeu pelo comentário!

    1. Oi Luciano.

      Que bom que está gostando da série de postagens, espero estar ajudando mesmo.

      Se precisar de algo não deixe de entrar em contato também.

      Valeu pelo comentário!

  2. Muito legal a iniciativa, além de ajudar outras pessoas que estão querendo montar um e-commerce com dicas, você consegue passar a realidade de “Como Criar um E-Commerce” na prática.

    Hoje em dia vemos vários “Gurus” que prometem e iludem várias pessoas sem conhecimento e dizem que vão sair vendendo e ganhando dinheiro rápido e quando chocam com a realidade do dia a dia e falta de experiência, acabam vendo que não é tão simples.

    Percebe-se que mesmo sendo um e-commerce simples, pois o foco são os trinta dias de vendas, gera muito trabalho e dedicação, a mesma de um e-commerce maior.

    Como tudo é experiência, mesmo atuando em um e-commerce que tem mais de cinco anos, algumas dicas que você deu são válidas aqui para nossa empresa também, isso é bom, porque conhecimento nunca é demais!

    Parabéns pelo projeto , se quiser ajuda em algo (não sendo dinheiro rsrs, brincadeira) estou à disposição!
    Abraços.

    1. Oi Bruno.

      A ideia é bem essa mesmo, eu já atendi mais de 100 clientes e todos acham que montar um ecommerce é super fácil, que os produtos de cadastrarem no site é simples, que as campanhas rodam sozinhas e etc.

      E a gente sabe que não é assim, dá trabalho, principalmente no inicio, se você não sabe quem é seu público e etc, mas acho que bom você tenha gostado e que eu esteja te ajudando em algo.

      E acaba que a diferença de um ecommerce com 100 produtos e um com 10.000 nem é tanta principalmente no início.

      No mais, valeu pelo comentário!

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.